Prefeito Nelson Cintra homenageia com placa no Marco Histórico os precursores da Rota Bioceânica


Um dos protagonistas do Corredor Bioceânico (Atlântico-Pacífico), integrando um movimento há mais de duas décadas pela integração da isolada fronteira de Mato Grosso do Sul com os países vizinhos, o prefeito de Porto Murtinho, Nelson Cintra, registrou com uma placa comemorativa a viagem realizada entre nos dias 19 e 25 de novembro pela delegação de onze chefes do Executivo municipal de MS a Antofagasta, no Chile.
 
No retorno da cidade portuária chilena, onde a comitiva de Mato Grosso do Sul participou do 2º Fórum Internacional do Corredor Bioceânico, o prefeito murtinhense colocou uma placa no marco histórico instalado em madeira da espécie quebracho no cruzamento das rodovias paraguaias que dão acesso ao Brasil, Argentina e Bolívia. O local é chamado de Cruzeiro Dom Silvio e o monumento registrou a primeira viagem dos sonhadores da rota, em 1996.
 
Estamos vivenciando mais um momento histórico na efetivação desse sonhado corredor, que hoje está se tornando realidade graças ao comprometimento do Brasil e do Paraguai na construção da ponte internacional sobre o Rio Paraguai e na pavimentação da rodovia do chaco paraguaio no extremo das duas fronteiras (com o Brasil e Argentina)”, declarou o prefeito. “Finquei esse marco com grandes líderes latinos, como o hoje senador chileno Jorge Soria.
 
Cintra disse, emocionado, que a placa simboliza mais que um registro da passagem da comitiva sul-mato-grossense e presta uma homenagem àqueles que, como ele, sonharam com a integração latino-americana e nesse ambicioso projeto do corredor comercial interligando os oceanos Atlântico e Pacífico. O marco, segundo ele, tem uma simbologia de união entre os povos latinos em prol do desenvolvimento da então esquecida fronteira Brasil-Paraguai.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Fonte: assessoria de comunicação